A HISTÓRIA DA ASTROLOGIA - 2

.

.

EGITO

 

 

Um grande mistério hoje já desvendado foi a idéia de que as Pirâmides do Egito seriam apenas tumbas para enterrar os faraós. Na realidade o seu objetivo era o de serem ativos centros científicos e espirituais. “Os corredores em rampas, que vão do exterior em direção ao interior, eram usados como telescópios, com os quais os astrólogos realizavam, sem necessidade de utilizar nenhum outro tipo de instrumento, observações de extraordinária exatidão, com os quais posteriormente confeccionavam os seus cálculos

Pirâmides de Gizé  

Stonehenge primitivo 

 

  Stonehenge nos dias de hoje

astrológicos para predizer os acontecimentos futuros." (Fonte: O Grande Livro da Astrologia, Derek e Parker). Outra construção megalítica existente ainda hoje na Europa Ocidental é Stonehenge, na Inglaterra, que data de 2.500 anos a.C. Segundo pesquisadores, é um gigantesco computador megalítico devido ao sistema que criaram através da forma como dispuseram as pedras quando podiam corrigir erros e predizer virtualmente todos os eclipses solares e lunares.

 

 

MAIAS E ASTECAS

 

 

Astrólogos preparando horóscopo da criança que vai nascer 

Astrologia e Astronomia estiveram juntas por muito tempo. Para conhecer a influência dos astros sobre o curso da vida humana era preciso conhecer esses movimentos com precisão.  Por isso Caldeus e Maias edificaram observatórios a quem a Astronomia deve a contribuição para o advento da mecânica celeste. As civilizações maias e astecas consideravam seu calendário como manifestação diária à escala humana. Os sacerdotes tinham o cuidado de levantar o horóscopo de bebês, para predizer a profissão que deveria desenvolver no futuro: soldado, sacerdote, funcionário, ou vítimas para serem sacrificadas no holocausto em honra aos deuses.  

 

HEBREUS

 

 

Se observarmos o teto dos templos mais antigos, podemos perceber que a abóbada celeste é, ainda hoje, representada e conservada na sua essência à imagem restrita do Cosmo. E é em virtude dessa relação entre Universo e templo que todas as religiões o orientavam para os quatro Pontos Cardeais. 

O templo de Jerusalém foi construído de tal forma que, nos dois equinócios os raios do sol nascente vinham atingir o coração do santuário. 

Os construtores de catedrais da Idade Média obedeciam a regras para estabelecer as construções daqueles templos sempre orientadas para o Oriente (lugar onde, no nosso hemisfério, se ergue o Sol). Só mais tarde, de acordo com a realidade de cada região, é que as regras foram sendo modificadas pelos arquitetos religiosos.

 

 

INDIA E TIBET

 

Manuais compostos entre os anos 350 e 400 de nossa era, até hoje são utilizados pelos astrólogos da Índia. Eles criaram tratados para a arte de elaborar horóscopos que codificam as regras da astrologia horária nos domínios civis ou religiosos.

Os astrólogos da Índia acreditavam que a Astrologia permitiria até conhecer a vida futura dos mortais, na altura da sua reencarnação.

No Tibet, o horóscopo era elaborado para conhecer as vidas terrestres anteriores do indivíduo.  

 

Astrólogos montam horóscopo. Gravura da “História de dois mundos” de Fludd. – Astrologia – COMO MONTAR HORÓSCOPOS; P.9  

 

 

GREGOS E ROMANOS

 

 

Ptolomeu medindo a distância entre a lua e a Terra com um quadrant

Aproximadamente no ano 250 A.C. Berosos fundou uma escola de astrólogos na Grécia. Nos 400 anos seguintes a astrologia caldéia foi sendo  adaptada às tradições gregas que passaram a divulgar um sistema de diagnóstico até então reservado aos soberanos. Eles desenvolveram um método para calcular o destino individual, baseando-se no momento do nascimento. Devemos aos gregos, nação de físicos e filósofos, o fato da Astrologia ter tomado aspecto de ciência. Foram eles que retiraram da astronomia princípios, medidas, especulações aritméticas e geométricas, baseados na pura razão. Cláudio Ptolomeu da Alexandria foi o mais importante astrônomo e geógrafo do seu tempo (150-180 da nossa era). “Com a cultura grega e com Ptolomeu em particular, o zodíaco se racionaliza, e são criadas as bases do seu funcionamento que permanecem quase inalteradas"

 

 

anterior - próxima

 


"Só se vê bem com os olhos do coração"

(Saint Exupéry)